Por: Universidade para quem?
No dia 19 de março, uma mensagem eletrônica foi enviada pelo Serviço Social da Coseas USP a professores, estudantes e funcionários. Um e-mail institucional assinado, tomando partido contrário à ocupação do Bloco G realizada pelos estudantes moradores do Conjunto Residencial (CRUSP) – veja mais textos sobre a Ocupação por este endereço.
O professor da EACH Jorge Machado, ao receber a mensagem, decidiu respondê-la. Com sua autorização, reproduzimos a íntegra da resposta a seguir.

Resposta ao spam do Coseas

Alô Coseas,

Já que vocês mandaram essa mensagem não solicitada para mim, aí vai uma resposta não solicitada, copiada para a lista dos docentes da EACH (mais…)

Anúncios

Resposta ao Comunicado da Coseas sobre a Retomada do Blogo G

Por Ocupação da Coseas

Os moradores do Conjunto Residencial da Universidade de São Paulo que retomaram pacificamente os três primeiros andares do bloco G do CRUSP vêm a público manifestar seu profundo desagrado e o sentimento de desrespeito sentido após a leitura do Comunicado emitido ontem pela COSEAS. (mais…)

Pauta de reivindicações dos moradores do Crusp

Por Demian Alves Lima

Devido às condições ultrajantes em que vivem os moradores do Crusp (Conjunto residencial da USP), demorou para que tomassem uma atitude mais enfática contra toda sorte de abandono a que são relegados. Assim, ontem à noite a Coseas, órgão responsável pela administração do Crusp, foi ocupada por moradores do Conjunto Residencial da USP.

O que não demorou foi chamarem a polícia. Poucos minutos depois da ocupação, lá estava a PM. (mais…)

Coseas ocupado pelos moradores do Crusp

Na USP o Coseas está ocupado pelos moradores do Crusp, desde a noite de ontem. Abaixo publicamos carta de morador relatando o fato, além de informações breves sobre as motivações.

É um bom momento para saber o que fará o “Pacificador”.

Os moradores do Crusp, em Assembleia realizada no final da noite desta quarta-feira, em função de a Coseas (Coordenadoria do Serviço de Assistência Social da USP) ter encerrado unilateralmente as negociações com a Amorcrusp (Associação dos Moradores do Crusp) que estavam em andamento, DECIDIU: (mais…)