maio 2010


Anúncios

Israel ataca e mata militantes pacifistas que levavam ajuda humanitária aos palestinos

Por Demian Alves Lima

Como já noticiado amplamente, hoje, Israel atacou e matou dezenas de militantes pacifistas que seguiam em comboio para a faixa de Gaza, na Palestina, levando ajuda humanitária à uma população que é vítima de um bloqueio ominioso imposto por Israel, cuja ação neste bloqueio, e em quase todas as atitudes em relação aos palestinos desde que o Estado de Israel foi fundado, é a de um verdadeiro genocídio contra o povo palestino, que teve e tem suas terras pilhadas, seus recursos controlados e sua dignidade roubada pela ação terrorista de Israel. E tudo isso acontece sob a complacência das potências ocidentais, em particular os EUA, principal patrocinador e aliado do estado judeu. Assim, o atual assédio ao Irã é animado por uma razão cínica, uma vez que Israel detém tecnologia nuclear, além de bombas em seu arsenal, podendo os israelenses deitar violência sobre a região, ensejar atos terroristas, e agora atacar grupos pacifistas, sem que nenhuma condenação seja proposta pelas potencias ocidentais. (mais…)

Governo de SP volta atrás: professor que não fez prova poderá dar aulas

O Secretário de Educação de São Paulo, o tucano Paulo Renato, confirmou hoje a notícia publicada pelo, também tucano, jornal Folha de São Paulo. O governo do Estado irá voltar a contratar como professor temporário quem não fez o concurso público do final do ano passado.

Não há melhor maneira de analisar a situação do que citando o velho jargão “seria cômico se não fosse trágico”.

Relembrando. Ano passado, usando o pretexto de selecionar apenas profissionais bem qualificados para o exercício do magistério, o governador José Serra instituiu um concurso público para seleção de professores temporários. O projeto foi alvo de várias críticas. (mais…)

foto do protesto em 2007 logo após o uso da polícia para conter a ocupação simbólica feita melo movimento estudantil e os movimentos sociais

A faculdade de Direito começou este ano de forma muito agitada. Os desmandos do seu ex-diretor, e atual reitor da USP, João Grandino Rodas geraram inclusive uma paralisação por parte dos alunos que culminou na queda do vice-diretor Casella, que muitos acusam ser ligado diretamente ao Rodas.

O reitor da universidade em entrevista à rede Globo acusou os alunos de serem contra a modernização da universidade. Publicamos abaixo a carta que tem sido distribuída pelo estudantes da faculdade de Direito da USP:

(mais…)

Começa hoje o X congresso dos estudantes da USP. Os congresso dos estudantes é o fórum de deliberação máximo do movimento estudantil da universidade, ele acontece de 2 em 2 anos e conta com a participação de estudantes dos mais diversos cursos e campi.

(mais…)

Por Prof. Jorge Luiz Souto Maior*(retirado do site da LER-QI)

Em vista da necessidade de remessa, à Reitoria, de lista de presença dos servidores em greve, e diante da consulta feita pelo Sindicato dos Servidores (SINTUSP) a respeito do recebimento de salários,

OPINO:

A greve, porque provoca uma alteração no cotidiano, gera as mais diversas reações de contrariedade, sobretudo daqueles que, de certo modo são atingidos por ela.

Boa parte da inteligência humana, por conseguinte, durante muito tempo foi voltada para limitar o exercício da greve. A própria consideração da greve como direito, sem uma avaliação cuidadosa pode conduzir a essa lógica, pois ao mesmo tempo em que a permite, serve para lhe impor limites.

(mais…)

Acontece desde a manhã desta segunda-feira, 24 de maio, a ocupação da Coordenadoria do Campus da USP de São Carlos, por estudantes moradores de seu Alojamento. O caso apresenta mais um exemplo de como funciona a política de “permanência” na Universidade.

Abaixo, reproduzimos a carta veiculada hoje em listas de e-mail, apresentando um panorama da situação.

Carta Aberta do Alojamento ao Campus

Aloja USP São Carlos

Os moradores do Alojamento informam aos demais estudantes, funcionários e professores do Campus que, desde o impasse gerado pela Coordenadoria do Campus quanto ao processo seletivo para as bolsas moradia e auxílio-moradia, temos buscado diversas tentativas de diálogo com esta, visando resolver a situação. Sem obter sucesso, deliberamos em assembléia geral dos moradores nossa permanência na Coordenadoria do Campus até que tal impasse seja resolvido. (mais…)

Próxima Página »