Publicado originalmente em:  “A dialética como discurso do método” [www.fflch.usp.br/sociologia/docentes/docartigos/Ricardo_Tempo%20Social-Scielo.pdf]

Por Ricardo Musse

O livro “História e consciência de classe” de Georg Lukács retoma deliberadamente a primazia do método. Antes de expor seu conteúdo no propósito de recuperar a configuração original da dialética, estabelece como premissa uma determinação que reputa essencial, enunciada de forma breve no dístico: “A dialética materialista é uma dialética revolucionária” (2003, p. 64). (mais…)

Anúncios

Universidade de resultados

Na revista Cult, por Ricardo Musse*

Uma das peculiaridades da instituição universitária é sua situação de crise quase permanente. Essa recorrência pode ser atribuída tanto à sua organização, uma composição heterogênea e conflituosa de forças e interesses, como à sua condição de caixa de ressonância das tensões e contradições da sociedade. Nesse sentido, algumas observações sobre a especificidade da crise atual não parecem destituídas de interesse, mesmo para além de seus muros, pois (mais…)

franklin leopoldo

Abaixo publicamos a fala proferida por Franklin Leopoldo e Silva, professor de Filosofia da Universidade de São Paulo, durante palestra no ciclo de debates Universidade para quem? (título que inspirou o nome deste blog), promovido por estudantes da USP, em março de 2008. Na ocasião o professor Franklin discorreu sobre Estrutura de poder, que era o tema da mesa. Além dele, compunham a mesa o estudante de mestrado Douglas Anfra e o professor Marcos Magalhães do IME.

Transcrevemos outras falas e publicaremos uma a cada semana. A próxima será a de Ricardo Musse, professor de Sociologia da USP.

(mais…)