Oligarquia Racista x História de Lutas e Conquistas

Oligarquia de agora e de antes: quase nada mudou

Por José Quibao Neto*

Não raro ouvimos e lemos absurdos da elite brasileira, que insiste em ser oligárquica – até quando não se sabe. Além do fato de não seguir, e nem sequer pretende acompanhar, o “bonde da história” – por ainda se tomar como oligárquica, tanto no discurso como na ação – essa ‘elitezinha’ adora uma polêmica quando se trata de direitos à população, principalmente no que tange às ações afirmativas. (mais…)

Anúncios

Repórteres no pelourinho

Por Leandro Fortes* (Publicado originalmente no blog Brasília eu vi)

A direção da Folha de S.Paulo, simplesmente, autorizou a um elemento estranho à redação (mas não aos diretores), o sociólogo Demétrio Magnoli, a chamar de “delinquentes” dois repórteres do jornal, autores de matéria sobre a singular visão do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) da miscigenação racial no Brasil. Vocês, não sei, mas eu nunca vi isso na minha vida, nesses 24 anos de profissão. Nunca. Por tabela, também o colunista Elio Gaspari, que desceu a lenha no malfadado discurso racista de Demóstenes Torres, acabou no balaio da delinquencia jornalística montado por Magnoli. (mais…)

Abaixo publicamos carta de repúdio (à qual este blog é solidário) dos conselheiros e conselheiras do CNPIR (Conselho Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial) às declarações abjetas do senador Demóstenes Torres (DEM, ex-PFL), que atribuiu a culpa da escravidão aos negros, além de outros absurdos, para posicionar-se contrário à adoção do sistema de cotas raciais (sistema que este blog é favorável) nas universidade públicas brasileiras. Com estas declarações o senhor Demóstenes Torres evidencia  preconceito e ódio, não sem tentar camuflá-los pelo mais descarado cinismo.

Carta de Repúdio

Nós, Conselheiras e Conselheiros do Conselho Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – CNPIR vimos através desta, repudiar a opinião expressada pelo excelentíssimo senador da república sr. Demóstenes Torres, Presidente da Comissão de Constituição Justiça e Cidadania do Senado Federal, no seu pronunciamento durante a Audiência Pública no Supremo Tribunal Federal do Brasil (STF),  no dia 03 de Março de 2010, que analisava o recurso instituído pelo Partido Democratas contra as Cotas para Negros na Universidade de Brasília. (mais…)