O trancaço ocorreu hoje com cerca 200 pessoas(entre professores, estudantes e funcionários) e o portão permaneceu fechado das 6h até as 10h,  apenas o P1 ficou fechado de forma que alunos e professores puderam entrar normalmente pelas outras entradas.

Não houve repressão por parte da polícia e nem qualquer confronto com estudantes ou professores. Alguns provocadores, majoritariamente estudantes, apareceram para tentar gerar um conflito mas os manifestantes conseguiram contornar a situação sem nenhum tipo de violência.

Em resposta ao trancaço estudantes contrários a greve ( ligados a um grupo que, desde o ano passado, disputa as eleições do DCE sendo formado inclusive por estudantes filiados ao PSDB e ao DEM) organizaram um flash mob na praça do relógio em defesa do corte de ponto. A manifestação estava marcada para as 12h e para as 18h, segundo relatos às 12h compareceram apenas 5 pessoas e às 18h compareceram menos de 10 pessoas.

Anúncios