por Universidade Para Quem

Nesta quinta-feira(29/04), amanhã, os funcionários da USP farão uma paralisação com assembléia. A Mobilização se deve ao fato de que este ano o CRUESP(Conselho Reitores das Universidades do Estado de São Paulo) concedeu reajuste de  6% aos professores mas não aos funcionários,  quebrando completamente a isonomia salarial* que o próprio CRUESP sempre usou de desculpa para negar aumento em anos anteriores.

Já ocorreram algumas assembléias de funcionários relativamente cheias e a tendência da mobilização é avançar. Amanhã, durante a paralisação, haverá uma assembléia para deliberar sobre a possibilidade de que se inicie uma greve por tempo indeterminado

Resta saber o que querem 4Rodas e o CRUESP com tamanha provocação, muito provavelmente a estratégia parece ser isolar o SINTUSP em uma greve desgastante que possa dar motivos para uma política linha-dura assim que passarem as eleições.

*isonomia salarial, em palavras mais comuns, é o que garante que professores e funcionários das universidades estaduais tenham o mesmo reajuste salarial, por mais que os salários sejam diferenciados.

Anúncios