Serra, a culpa é sua. A greve continua!

Os professores da rede pública do Estado de São Paulo conseguiram realizar mais uma assembléia vitoriosa nesta sexta feira (19/03),  que, segundo a APEOESP, reuniu 60 mil pessoas.

A assembléia, mais uma vez ocupando as duas faixas da avenida Paulista, contou com, além da categoria em greve, forte apoio de estudantes e funcionários públicos de outros setores, em especial àqueles da área da Saúde.

Aliás, os servidores públicos da Saúde de São Paulo, reunidos pouco antes da assembléia dos professores, votaram por realizar uma paralisação geral nos dias 22 e 23 de março, e podem também entrar em greve. A categoria reivindica um aumento salarial de 30%.

Voltando para a assembléia dos professores, ficou decidida a manutenção da greve, uma reunião de negociação com a cúpula do governo, e um novo ato para próxima sexta feira (26/03), dessa vez em frente ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Anúncios