Wanderley messias

Wanderley Messias da Costa em palestra no Ministério da Defesa

Poucos ouviram falar em Wanderley Messias da Costa. Pois bem, ele é professor da Faculdade de Geografia, embora seja difícil encontrar estudante que tenha sido seu aluno ou saiba dele. No entanto, é figura bastante conhecida da burocracia acadêmica. Foi um dos principais articuladores da candidatura de Suely Vilela em 2005. Não por acaso ocupou a cadeira de chefe de gabinete da Reitora, mas demitido pouco tempo depois. Desde então é coordenador da CCS/USP.

O professor Wanderley tem trânsito nas altas esferas uspianas e conhecido como um excelente articulador político, uma espécie de eminência parda. No entanto, boatos vindos de lugares díspares indicam que está deixando a cor parda para ficar com a eminência, uma vez que seu nome estaria sendo cotado para candidatar-se a reitor. Tendo em vista ninguém antes ter ouvido falar em Suely Vilela, não é nenhum absurdo acreditar que isso seja fato e não boato.

Partindo deste boato que pode ser fato, o professor Wanderley, gozando de boas relações também com a Adusp, usaria como trunfo o medo que o 4Rodas desperta nos setores mais avançados. Ora, essa seria a mesma estratégia usada quando da eleição da Suely Vilela. Mas afinal de contas haveria mudança substancial entre o diretor da SanFran e o coordenador da CCS? Poder-se-ia dizer que qualquer coisa é melhor que o 4Rodas, o que tem um certo fundo de verdade. Mas o professor Wanderley foi do partidão, que hoje é aliado do quercismo e do PSDB. Sendo assim Serra teria dois candidatos a reitor, um apoiado por Celso Lafer, Fava, Fapesp e afins, outro com roupagem de oposição, mas com pendores tucanos.

Conciliadores, pragmáticos, ingênuos e mercadores estão em campo.

E cadê as diretas para reitor? E a estatuinte?

Anúncios