Em decisão acirrada, a assembléia dos estudantes deliberou por manter a greve

Motivos para greve a USP têm além da conta, mas existe o momento de entrar e o de sair, que em geral não é medido pelo volume de conquistas, mas pela conjuntura. Sair ou entrar não significa começo ou fim de luta, são etapas de uma batalha travada no tempo, sem jamais esmorecer e deixar de lutar. Nesse sentido, a decisão de permanecer em greve é legítima, mas com algum descolamento da realidade mais próxima.

Anúncios